Matérias

SAC da Brinquedos Estrela é o “MELHOR” – Matéria da revista Época de Nov/2017

Fala galera da Grama Toys!!!

Capa da revista Época 13/11/2017.

Matéria da revista Época (13/11/2017) na qual fui convidado a participar para falar do SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor) da Brinquedos Estrela, escrita pela jornalista Denise Brito com fotografia de Anna Carolina Negri.

O SAC da Estrela recebeu, neste ano de 2017, pela sétima vez consecutiva o prêmio de melhor atendimento na categoria fabricante de brinquedos e pela terceira vez o de supercampeã de atendimento votada pelo público no prêmio ÉPOCA ReclameAQUI.

A indicação para a entrevista foi dada por Bruno de Oliveira Gobatto, Gerente de relacionamento com o consumidor final da Brinquedos Estrela, pois ele sabia que eu tive problemas logo ao receber o novo boneco Falcon da Estrela. Na época, recebi o Falcon com a caixa amassada pelo brinde pega varetas por um erro da expedição na forma de embalar os produtos para a postagem. Gravei um vídeo e postei na página da Estrela, além de ligar no SAC e avisar sobre o problema que poderiam ter caso não corrigissem logo este erro. Imagine se todos recebessem o Falcon com a caixa amassada, um dia um cliente, amanhã 10 clientes, depois 30 clientes. A caixa de itens colecionáveis e comemorativos tem tanto valor como o item em si, sem contar que a caixa é uma obra de arte do colecionador Marcelo Peron, ilustrador das caixas do novo Falcon.

Matéria revista Época.

A atendente do SAC, Bruna Sotero, foi super atenciosa e educada, logo passou a informação do problema para os superiores. Dentre as diversas opções que a atendente informou como solução ao meu caso escolhi receber uma nova caixa do Falcon. Recebi a nova caixa muito bem embalada e com uma atenção que só mesmo uma empresa séria tem. Gravei um novo vídeo em agradecimento e postei na página da Estrela, pois devemos não só apontar os erros, mas também valorizar os acertos das pessoas e empresas.

Como sou fã da Estrela e acredito no seu potencial desde sempre, comprei mais bonecos Falcon no site da empresa e coloquei o Pega Varetas como brinde, resultado? Recebi a nova caixa muito bem embalada e o Pega Varetas nem fez cócegas ao nosso “Herói de Verdade”, sem contar que recebi uma mensagem do SAC perguntando se a nova compra havia chegado conforme minha expectativa. Só mesmo a Estrela com um SAC desse nível, focado no cliente, faria algo do tipo.

Bruno Gobbato – Gerente de relacionamento com o consumidor final da Brinquedos Estrela. / Foto: Perfil de rede social

“Não importa o tamanho do problema, grande ou pequeno é um problema e a solução dele faz com que a empresa cresça e continue evoluindo” – Bruno Gobbato (16 anos na empresa).

Já deixo o meu agradecimento ao SAC da Estrela além dos parabéns ao trabalho realizado durante todos esses anos pelo Bruno Gobbato e as meninas do SAC: Bruna Sotero, Amanda Martins, Caroline Leite, Tânia Leão e Bianca Lemos. Sem dúvida, essas meninas aguentam milhares de pedidos diários dos marmanjos querendo o retorno de diversas linhas de brinquedos, mas quem não quer? Eu mesmo quero mais Falcon, Comandos em Ação, Super Powers e He-Man. Sonhar não tem limites e a volta do Falcon já é realidade.

Como eu disse para a jornalista, “É o melhor SAC que já vi em toda a minha vida”. Incomparável o trabalho de atendimento do SAC da Estrela, reflexo da cultura de uma empresa que chega aos seus 80 anos sempre com foco no cliente, independente se ele tem 1 ano ou 90 anos de idade.

Abaixo, está a matéria na qual participei. Clique na imagem para ampliar.

Matéria da revista Época 13/11/2017. – Clique na imagem para ampliar.

 

Informações e regulamento.

Brinquedos Estrela, sétima vez consecutiva campeã na categoria fabricante de brinquedos.

Bruno Gobbato recebendo a indicação ao prêmio. / Foto: site Prêmio ÉPOCA ReclameAQUI.

Caroline Leite e Tânia Leão que atuam no SAC da Brinquedos Estrela. / Foto: site Prêmio ÉPOCA ReclameAQUI.

Bruno Gobatto recebendo o prêmio na categoria fabricante de brinquedos pelo sétimo ano consecutivo. / Foto: site Prêmio ÉPOCA ReclameAQUI.

Equipe da Estrela recebendo o prêmio de Supercameã pela terceira vez. Da esquerda para direita: Tânia Leão (SAC), Caroline Leite (SAC), Aires Fernandes (Diretor de marketing) e Bruno Gobbato (Gerente de relacionamento com o consumidor final) / Foto: site Prêmio ÉPOCA ReclameAQUI.

Brinquedos Estrela 80 anos.

Para conhecer mais sobre o prêmio Época ReclameAQUI acesse o site no link abaixo:

http://premio.reclameaqui.com.br/

 

Anúncios
Categorias: Estrela, Informação, Matérias | Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Matéria do Diário do Grande ABC 05/09/2017 – Gulliver entra com recuperação judicial

Fala galera da Grama Toys!!!

Será que em pleno 2017 para 2018 estaremos fadados a presenciar uma das mais antigas e tradicionais empresas de brinquedos fechar suas portas? Pois este é o drama vivido pela Gulliver S/A Manufatura Brinquedos na qual pediu recuperação judicial. Será que isso se deve a crise econômica que assola o país ou a uma administração pouco eficaz para a economia moderna?

Logo da Indústria de Brinquedos Casablanca Ltda.

Uma empresa que surgiu após o fechamento da Indústria de brinquedos Casablanca Ltda., onde pai e filho seguiram tocando os projetos da linha de Fort Apache e outros sucessos de época que marcaram a vida de muitos colecionadores que procuram até hoje por seus.

Esperamos que a empresa mantenha o seu funcionamento, erga-se diante da crise, renove e se reinvente, para assim manter seus colaboradores com empregos, tanto diretos quanto indiretos.

Gulliver S/A Manufatura Brinquedos

Será que apostar em relançamentos de antigos sucessos do passado pode ajudar a recuperar a empresa, mesmo diante de uma sociedade cheia dos mimimi onde um Fort Apache vira alvo de críticas por ser uma apologia a violência? Só na terra dos mimimi que gera violência, vou parar por aqui porque isso é matéria de debate para outro post.

Deus salve a Gulliver!!!

Brinquedos Gulliver.

 

Sobre Recuperação Judicial

A recuperação judicial tem por objetivo viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira do devedor, a fim de permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica.

Fonte: http://www.normaslegais.com.br/guia/clientes/recuperacao-judicial-empresarial.htm

Matéria do Diário do Grande ABC

Soraia Abreu Pedrozo
Do Diário do Grande ABC

A fabricante de brinquedos Gulliver, criadora do clássico Forte Apache, que remete o imaginário infantil ao Velho Oeste, ingressou com pedido de recuperação judicial. Fundada há 54 anos em São Caetano, a companhia está imersa em dívidas.

A solicitação foi requerida na 6ª Vara de São Caetano e, de acordo com o Sindbrinq (Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Instrumentos Musicais e Brinquedos do Estado de São Paulo), foi assinado compromisso de deixar no azul suas contas no período de dois anos. Caso isso não ocorra, a empresa decretará falência.

Embora o valor total em haver não tenha sido divulgado, a presidente do Sindbrinq, Maria Auxiliadora dos Santos, conta que a Gulliver acumula dívidas em todas as frentes. “Um terço do 13º salário ainda não foi pago, o FGTS não tem sido recolhido há algum tempo, trabalhadores foram demitidos e a firma não tem dinheiro para pagar as verbas rescisórias, os prédios ocupados por ela estão penhorados e ela ainda tem débitos com bancos e de processos trabalhistas”, pontua. <EM>

Segundo Maria Auxiliadora, há cinco anos a Gulliver “vem se arrastando”. “A intensificação da crise econômica, aliada a problemas na administração e da invasão de brinquedos fabricados na China estão deixando a empresa nesta situação”, diz.

Hoje, há 30 funcionários na ativa e oito afastados por restrição médica. O número foi reduzido a cerca de um terço do quadro de funcionários de dois anos atrás, quando ele havia sido ampliado de 80 para 100 empregados – quando estava em prática o plano de engrossar o corpo produtivo, que em 2013 era de 250 profissionais. Naquele período, a Gulliver passou a apostar em brinquedos com preços populares, de até R$ 10, e em licenciamentos de futebol, a exemplo de série que tem como personagem o jogador Neymar, com réplica do atacante e jogo de bonecos articulados.

Link original da matéria: http://www.dgabc.com.br/Mobile/Noticia/2769572/gulliver-entra-com-recuperacao-judicial

Categorias: Gulliver / Casablanca, Matérias | Tags: , , , , | 1 Comentário

Grama Toys mostrando o pedal car do Opala SS4!!!

Fala galera da Grama Toys!!!

Quem nunca sonhou em ter um Opala SS4? Ou um pedal car estiloso? O jornalista e colecionador Rogério Ferraresi (44 anos), convidou a Grama Toys para mostrar a sua criação, um pedal car do Opala SS4.

Rogério Ferraresi nasceu em São Paulo no ano de 1974, formado em jornalismo, rádio e televisão, ator, escritor de livros e escreveu matérias para muitas revistas importantes do ramo. Colecionador de releases de carros,  cromos positivos, chaveiros antigos e fã da série Jeannie é um Gênio, onde conseguiu autógrafos dos atores em fotos e no seu livro.

Rogério é um verdadeiro fã e conhecedor de carros antigos e agora traz toda essa emoção em formato de pedar cal que criou. Seu primeiro pedal car é um Opala SS4 totalmente artesanal, pintado com tinta automotiva e estilizado conforme a necessidade do cliente.

O pedal car serve para crianças de até 5 anos de idade, feito por encomenda com prazo de 2 meses para entrega e custo médio de R$3000,00. Outros modelos de pedal car, baseados em carros antigos também estão em produção.

Um item único e exclusivo para os fãs de carros antigos que desejam parar o trânsito de qualquer feira de carros.

Rogério escreveu matérias para revistas importantes:

  • Oficina Mecânica;
  • Auto & Técnica;
  • Moto & Técnica;
  • Auto & Mecânica;
  • Automóveis Antigos;
  • A Biela;
  • Fusca & Cia;
  • Opala & Cia, da primeira edição até a última;
  • Classic Show;
  • Quatro Rodas.

Livros que escreveu (Editora Alaúde, Rogério de Simone e Rogério Ferraresi):

  • Karmann Ghia Uma breve história;
  • Clássicos do Brasil – Alfa Romeo;
  • Clássicos do Brasil – Fiat 147;
  • Clássicos do Brasi – Chevette.

Releases de carros, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Releases de carros, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Chaveiros de carros, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Cromos positivos de carros, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Cromos positivos de carros, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Cromos positivos de carros, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Livro do seriado Jeanni é um gênio e e autógrafos dos atores, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Livro do seriado Jeanni é um gênio e e autógrafos dos atores, coleção Rogério Ferraresi. / Foto: Luis Grama

Processo de produção do perdal car. / Foto: Luis Grama

Processo de produção do perdal car. / Foto: Luis Grama

Processo de produção do perdal car. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Rogério Ferraresi e seu pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Luis Grama e Rogério Ferraresi com o pedal car do Opala SS4. / Foto: Luis Grama

Presente do Rogério Ferraresi para o acervo da Grama Toys. / Foto: Luis Grama

 

Contatos do Rogério Ferraresi:

pedalcarbrasil@bol.com.br

rogeriotadeuferraresi@bol.com.br

http://www.facebook.com/rogerio.ferraresi.3

 

Obrigado Rogério Ferraresi por compartilhar a sua criação aqui na Grama Toys, sucesso para você.

Vejam o vídeo da matéria abaixo, espero que gostem.

Abraços e até a próxima!!!

 

Categorias: Grama Toys recomenda, Informação, Matérias, Vídeos YouTube, Vida de Colecionador | 2 Comentários

Grama Toys: “Onde comprar brinquedos antigos” – Lojas Ceylão

Fala galera da Grama Toys!!!

Lembram do post e vídeo da Grama Toys entrevistando o colecionador Valério Lopes? Aquele que encontrou um mega lote de brinquedos em uma loja da zona leste? Muitos não acreditaram no vídeo e disseram que aquilo não existia. Por isso, a Grama Toys vai mostrar no quadro “Onde comprar brinquedos antigos” lojas atuais e com estoques de brinquedos antigos para venda. Quem sabe assim o pessoal solta a informação ao invés de dizer que não existe nada daquilo que o Valério relatou.

Bem, no post de hoje, a Grama Toys leva todos os amigos, fãs, seguidores e colecionadores a uma viagem no tempo, todos vão se emocionar com a história das Lojas Ceylão e do senhor Henrique (José Henrique de Freitas), além ficarem de boca aberta com o que vamos mostrar. Uma loja na zona sul de São Paulo, repleta de artigos para festas e decoração e que tem algo a mais para oferecer ao seus clientes, não só as famosas balas de coco que são vendidas há 40 anos na loja, mas também brinquedos antigos colecionáveis zero balaaaaaaaa.

Depois de muito tempo, o senhor Henrique (José Henrique de Freitas) topou mostrar a loja e principalmente contar a sua história para a Grama Toys, pois o que mais gostamos de saber é sobre as pessoas e lugares que fizeram história no mercado de brinquedos e colecionismo, o resto vem de brinde.

O senhor Henrique contou um pouco da sua história de vida e das Lojas Ceylão, vale muiiiiitoooo a pena registrar isso para o histórico e manter a memória da empresa com mais de 100 anos. Agradeço imensamente ao senhor Henrique por compartilhar um pouco de sua vida e carreira para a Grama Toys, por abrir as portas de sua loja para divulgação e por gerar empregos. Agradeço ao Carlos, que está na empresa há 27 anos e que ajudou muito com tudo isso. Também deixo o meu agradecimento a todas as funcionárias das Lojas Ceylão, tanto da unidade Santo Amaro quanto da unidade Pinheiros, que sempre foram muito atenciosas, porém não quiseram aparecer no vídeo. Elas são tímidas demais.

Então chega de enrolação e vamos falar das Lojas Ceylão, uma loja especializada em artigos para festas e decoração.

 

Um pouco sobre a história das Lojas Ceylão…

Lojas Ceylão / Foto: Luis Grama

Antes, um pouquinho de história geral sobre “Ceilão”.

Ceilão era o antigo nome do Sri Lanka, ilha na Ásia onde eram produzidas especiarias e o famoso chá do ceilão.

 

Ceilão Português

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O Ceilão Português, era um território Português no atual Sri Lanka, o que representa um período da história do Sri Lanka entre 1505 a 1658. Os portugueses encontraram primeiramente o Reino de Kotte, com quem assinaram um tratado. O Ceilão Português foi estabelecido através da ocupação de Kotte e a conquista de reinos circundantes. Em 1565 a capital do Ceilão Português foi transferida de Kotte para Colombo. A introdução do cristianismo pelos portugueses promoveu atritos com o povo cingalês.

Eventualmente, os cingaleses procuraram ajuda do Império Holandês na sua luta pela libertação da Igreja Católica. O Império Holandês, calvinista e anti-católico, inicialmente assinou um acordo com o Reino de Kandy. Após a crise da economia ibérica, em 1627, com a Guerra Luso-Holandesa os portugueses perderam algumas colónias asiáticas, conquistadas pelos holandeses. Foi este o destino dos territórios cingaleses de Portugal, ocupados então pela Holanda. Houve muitos mártires católicos. No entanto, ainda há elementos da cultura portuguesa no Sri Lanka, datando do período colonial.

 

Lojas Ceylão e o senhor Henrique

Senhor Henrique / Foto: Luis Grama

1913 – Fundação da Loja Ceylão localizada na Rua Direita em São Paulo pelo imigrante português Costa Nogueira. Venda de especiarias importadas do Ceilão e também do chá do Ceilão.

1931 – Na cidade de Funchal, capital da Ilha da Madeira – Portugal, nasce José Henrique de Freitas, filho de Henrique Sotero de Freitas e de Jorginha da Encarnação de Freitas. Além dele, o casal tem mais três filhos e uma filha.

1933 – César Nunes Pereira, também imigrante português, assume a Loja Ceylão e muda para a Rua José Bonifácio em São Paulo. Adiciona o nome  da Costa Nogueira a razão social da loja. Incrementa o estoque da loja com novos produtos como vinhos, leite Nestlé, brinquedos e outras especiarias.

1956 – Com 25 anos, José Henrique de Freitas, muda-se sozinho para o Brasil em busca de novas oportunidades. Desembarca no porto de Santos e vive na cidade por pouco tempo. Henrique se muda para a cidade de São Paulo, na região da Praça da Árvore. Henrique consegue um emprego na Loja Ceylão e começa a trabalhar com atendente balconista.

Com o passar do tempo, Henrique trás toda a família para o Brasil.

1959 – Henrique se casa com a imigrante italiana Amália e tem um casal de filhos.

1967 – Henrique assume a Loja Ceylão, ainda na Rua José Bonifácio, inicia a abertura de novas lojas.

1970 a 1990 – Lojas Ceylão de brinquedos e presentes no shopping Lapa.

Novas unidades das Lojas Ceylão em Pinheiros (ativa atualmente), Taboão e Ipiranga.

2017 – Atualmente as Lojas Ceylão estão presentes apenas nos bairros de Pinheiros e Santo Amaro, com foco no mercado de artigos de festas e decoração. O senhor Henrique está com 85 anos e trabalha na loja 6 dias por semana desde 1956, com alegria, amor e dedicação. As lojas Ceylão, conta também com funcionários competentes como o Carlos Augusto  (27 anos trabalhando na Ceylão) e funcionárias prontas para ajudar no que precisar. Elas são super atenciosas e gentis.

Senhor Henrique / Foto: Luis Grama

Decoração para festa / Foto: Luis Grama

Famosas balas de coco da Ceylão / Foto: Luis Grama

Brinquedos da Ceylão / Foto: Luis Grama

Brinquedos da Ceylão / Foto: Luis Grama

Brinquedos da Ceylão / Foto: Luis Grama

Grama Toys na Ceylão!

Luis Grama e senhor Henrique, a celebridade de 2017.

Luis Grama e Carlos Augusto, gente finíssima!!!

Grama Toys na Ceylão!!!

Contatos

Lojas Ceylão

  • Unidade Pinheiros – Rua Teodoro Sampaio, 2227 – Tel.: 3812-1281
  • Unidade Sto. Amaro – Av. Santo Amaro, 1886 – Tel.: 3841-9239

 

Página das Lojas Ceylão no Facebook

http://www.facebook.com/Lojas-Ceylão-602144033129872/

 

ATENÇÃO!!!

As Lojas Ceylão NÃO enviam brinquedos colecionáveis pelos correios, somente venda no local.

 

Vídeo da Grama Toys nas Lojas Ceylão, unidade Santo Amaro:

Categorias: Balila, Elka, Estrela, Glasslite, Grama Toys recomenda, Grow, Gulliver / Casablanca, Kenner, Matérias, Mattel, Meplastic, Metalma, Mimo, Onde comprar brinquedos antigos?, Rosita / Baby Brink, Tec Toy, Tomy, Trol, Tyco, Vídeos YouTube | Tags: , , , , | 4 Comentários

Vida de Colecionador com Valerio Lopes e o estoque perdido de brinquedos antigos

Fala galera da Grama Toys!!!

Todo colecionador sonha em um dia encontrar uma loja de brinquedos com um estoque repleto de brinquedos antigos e esquecidos. Para o colecionador Valerio Lopes, o sonho literalmente tornou-se realidade e ele acabou encontrado a “Serra Pelada” dos brinquedos antigos, uma antiga loja localizada na zona leste de SP, no ano de 2001, com brinquedos novinhos das décadas de 60, 70 e 80.

Desde que comecei a colecionar, eu sempre ouvi falar da história do Valerio Lopes e o mega estoque perdido da zona leste. Sempre fiquei curioso para conhecê-lo e ouvir dele como foi tudo isso. Um colecionador muito entendido do assunto, super atencioso e que compartilhou um pouco da sua vida de colecionador.

Confira o bate papo com Valerio Lopes em um encontro no escritório da Patti Toys.

Categorias: Matérias, Vídeos YouTube, Vida de Colecionador | Tags: , , , | Deixe um comentário

Matéria do Jornal EPTV mostrando a produção do Falcon na fábrica da Estrela

Fala galera da Grama Toys!!!

Agora a onda é mostrar a produção do Falcon na fábrica da Estrela em Três Pontas/MG e estamos muito felizes com todas essas matérias, assim podemos matar a nossa curiosidade e saber como são produzidos itens tão mágicos. Nesse post trazemos a matéria do Jornal EPTV mostrando a linha de produção do Falcon na fábrica da Estrela em Três Pontas/MG e entrevistando colecionadores fãs do nosso herói de verdade.

Agora é só alegria!!!

Categorias: Comandos em Ação - FALCON / G.I. JOE, Estrela, Matérias, Vídeos YouTube | Tags: , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Matéria do Balanço Geral MG mostrando a produção do Falcon na Estrela em Três Pontas

Fala galera da Grama Toys!!!

Uma matéria muito legal do programa Balanço Geral de MG mostrando a linha de produção do Falcon na fábrica da Estrela em Três Pontas/MG.

Muita emoção em ver essa linha de produção da Estrela.

Categorias: Comandos em Ação - FALCON / G.I. JOE, Estrela, Matérias, Vídeos YouTube | Tags: , , , , , , , , | Deixe um comentário

Grama Toys na Abrin 2017: Tour pelo estande da Hasbro

Fala galera da Grama Toys!!!

Um passeio pelo estande da Hasbro na Abrin 2017 mostrando a novidades Star Wars, Transformers e Guardiões da Galáxias.

Até a próxima!!!

 

Categorias: Exposições, Feiras, Hasbro, Matérias, Star Wars, Vídeos YouTube | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Matéria da Exame: Como se faz o Ferrorama, locomotiva de brinquedo da Estrela

Fala galera da Grama Toys!!!

Mais uma matéria sobre a Brinquedos Estrela do site EXAME.com 08/12/2015 mostrando como é produzido o ferrorama. Não estranhe o post ser de uma matéria passada, queremos manter viva a memória da empresa com um registro histórico das reportagens. Estamos trabalhando para estender este registro a todas as outras empresas de brinquedos, afinal de contas elas fazem parte da história do colecionismo.

 

Como se faz o Ferrorama, locomotiva de brinquedo da Estrela

Com dois vagões e duas velocidades, clássico é vendido pela companhia desde a década de 80, quando foi lançado

Por Tatiana Vaz

1. A Estrela

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

São Paulo – Dona de alguns dos brinquedos mais icônicos já feitos no país, a Estrela lança centenas de produtos por ano – sem nunca deixar de lado a renovação de clássicos como Detetive (agora com óculos 3D) e Banco Imobiliário (com direito a maquininha de crédito). O Ferrorama é um deles. A locomotiva tem dois vagões, duas velocidades, vai para a frente e para trás e chega até a estação de passageiros desde a década de 80, quando foi lançada. Vale lembrar que a companhia, de quase 80 anos, saiu totalmente dos trilhos nos anos 90. À beira da falência teve de aprender a se reinventar, como fez com seus produtos, e mudou toda a gestão de negócios. Visitamos a fábrica da Estrela em Itapira, no interior de São Paulo, para ver de perto como se faz o brinquedo. Confira nas fotos a seguir.

2. A fábrica

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

A unidade fabril de Itapira é a maior da empresa e emprega 500 dos cerca de 1.800 empregados no país. Além dela, há uma fábrica da Estrela em Sergipe e outra em Minas Gerais. Toda a parte de eletrônicos dos brinquedos é feita por parceiras na China, uma das iniciativas da companhia depois da crise por qual passou. A sede fica na Vila Olímpia e concentra as áreas de markerting, comercial e desenvolvimento, além de presidência e financeiro.

3. Ideias de brinquedo

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Conversas informais com crianças e lojistas são parte da pesquisa da área de criação de brinquedos. O catálogo conta com 400 produtos a cada ano. Depois de definidas quais ideias sairão do papel, inúmeras reuniões são feitas para que os itens sejam adequados aos custos de produção, engenharia e marketing. Tudo é planejado para que pelo menos 93% do que for produzido seja vendido. Para a produção, todos os dias dezenas de fornecedores entregam as mercadorias pedidas. Elas são checadas, recebidas e guardadas até a hora de serem usadas.

4. Grano colorido

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Nesta etapa começa a preparação do material que será usado na fabricação. Cerca de 400 quilos de plástico granulado, adicionado ao pigmento em pó da cor desejada, são misturados por cerca de vinte minutos em grandes blenders industriais. Apesar da mistura, o pigmento fica superficial ao grano.

5. Um só

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Os materiais entram por um grande funil em uma máquina extrusora. Dentro dela, eles seguem por um cilindro aquecido por resistências elétricas que faz com que o pigmento seja incorporado ao grano plástico.

6. Plástico espaguete

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

O grano colorido passa por uma máquina que promove dois choques térmicos precisos e em alta velocidade.  Primeiro, o material é derretido e segue por um caminho que lhe dá a forma de um espaguete. Passa, então, para um tanque de água fria para ser resfriado e voltar ao estado sólido.

7. Grão outra vez

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Em formato de espaguete, o plástico é colocado em um granulador que o transforma novamente em grão. Essa etapa é importante para garantir o brilho e a qualidade do material. Depois dela, eles são armazenados.

8. Novo de novo

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Todos os tipos de peças de plástico com defeito produzidos no processo podem ser recuperados voltando a esta fase. Eles são moídos e depois colocados no granulador novamente, quantas vezes for necessário, para que possam ser usados na fabricação.

9. Qualquer formato

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Depois de granulado e preparado, o plástico colorido vai para uma máquina injetora. A pressão em alta temperatura exercida pela máquina faz com que o grano amoleça e entre para dentro de um molde, com o formato da peça que está sendo fabricada. Em seguida, o material passa por um sistema de resfriamento e endurece.

10. Dado e boneca

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Há máquina injetoras para vários tipos de moldes, de dado a bonecas. Os mais complexos, como o do brinquedo Pula Macaco, com várias peças feitas de uma só vez, são retirados pelos funcionários a mão e separados com ajuda de uma chave de fenda.

11. Montagem

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Assim como os outros brinquedos, os vagões e trilhos do Ferrorama passam por essas etapas até chegar à linha de montagem, onde todas as peças serão unidas e finalizadas.

12. O motor

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Primeiro, os vagões ganham o motor (importado da China) e os fios de contato são soldados para receberem pilhas. Os brinquedos seguem pela linha e são fechados um a um por funcionários com ajuda de uma parafusadeira, depois do motor ser testado.

13. A engrenagem

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

A segunda etapa da montagem avalia o funcionamento da engrenagem dos pequenos trens. Lubrificadas com vaselina, toda as peças que formam o sistema são verificadas e encaixadas antes de serem devidamente tampadas por um funcionário.

14. Volta completa

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

O sistema inversor dos trens, que faz eles irem para frente e para trás nos trilhos, é testado de maneira prática. Em um caminho de trilhos montado ao lado da linha de montagem, os trens são testados um a um. A ideia aqui é testar se todo o conjunto que forma a locomotiva funciona perfeitamente. Se sim, o brinquedo segue para a linha de embalagem.

15. Por fora

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

A caixa vazia segue pela linha de montagem e a cada avanço passa por um funcionário, responsável por incluir uma determinada peça e conferir as demais. No fim, todas as etapas são conferidas e, se for preciso, corrigidas. Os produtos também são testados aleatoriamente durante todo o dia pela área de controle de qualidade.

16. Teste de qualidade

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Do início ao final do processo, mais de 80 provas de qualidade são feitas com os brinquedos. Nelas são analisadas até a quantidade de metais pesados nos produtos e embalagens, para evitar problemas em caso de as crianças colocarem as peças ou caixas na boca.

17. Para o Brasil

(Tatiana Vaz/EXAME.com)

Prontos, vários Ferroramas são colocados juntos e levados para o centro de distribuição de Itapira, de onde seguem para lojas de brinquedos de todo o país.

Estrela_logo_site

Link original: http://exame.abril.com.br/negocios/como-se-faz-oferrorama-locomotiva-de-brinquedo-da-estrela/

Créditos:

 

 

Categorias: Estrela, Ferrorama, Matérias | Tags: , , , , , , | Deixe um comentário

Grama Toys na Abrin 2017 – Tour pelo estande da Brinquedos Estrela

Olá amigos da Grama Toys!!!

Um passeio pelo estande da Estrela na ABRIN 2017. Espero que gostem, ainda temos mais vídeos para postar, mas calma que estão chegando. rsrs

Essa foi a forma que tive para levá-los para dentro da feira e do estande.

Todos os colaboradores da Estrela foram muito atenciosos comigo, a equipe de marketing que autorizou as gravações, os promotores que explicavam os lançamentos. Consegui até falar com o Carlos Tilkian, presidente da empresa, pessoa super 10!

 

Agradecimentos:

  • Equipe de marketing da Brinquedos Estrela e promotores de vendas.

Categorias: Estrela, Exposições, Feiras, Matérias, Vídeos YouTube | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

propagandas de gibi

Anúncios old school publicados em gibis

PATTI Toys

Trabalhando com brinquedos antigos desde 1989

Brinquedos do Gepeto

Brinquedos antigos e colecionáveis